Meu plano para aprender várias línguas simultaneamente

Passei todo o ano de 2015 aprendendo francês sem ir a um país francófono. Também sem ir às aulas, nem ter um tutor particular. Um parte da razão para isto era que não tinha muito dinheiro nem muito tempo livre enquanto terminava o meu PhD, e também não quis gastar $100s ou mesmo potencialmente $1000s para assistir às aulas. Soube que na era da Internet devia haver alguma maneira de aprender francês fluentemente, no prazo de um ano, sem ir ao país e sem esvaziar a minha conta bancária.

Pouco depois eu comecei a ganhar terreno na aprendizagem das línguas, dum nível iniciante a um nível avançado, enquanto aprender minha primeira língua estrangeira ficou um pouco mais ambicioso. Nesta altura, eu já tinha visto os vídeos de poliglotas, no YouTube e em blogs, que me impressionam muito. Os poliglotas mais humildes e terra-a-terra garantiram-nos que não são sábios. Eles só são pessoas normais com uma paixão pelas línguas que não têm medo de trabalhar muito duro e colocar o seu tempo nisso. Então eu decidi que se eles podem fazer isso talvez eu possa fazer também, embora em menor grau mais modesto. Eu pensei em um objetivo pessoal realista que foi alcançar fluência em cinco línguas em cinco anos.

Eu percebi rapidamente que precisaria de algum plano a fim de simplificar o processo de aquisição destas línguas. Não ter um plano seria como tropeçar no escuro sem luz, uma maneira muito ineficiente para aprender línguas. Por ter experiência em pesquisa cientifica sabia que teria de experimentar o maior número possível de recursos e métodos quando aprendi francês. Isso me ajudaria a desenvolver um plano básico para as quatro línguas que iria aprender no futuro. Então 2015 foi um ano no tem da citação de Bruce Lee “Absorva o que for útil, rejeito o que for inútil. Acrescente o que é especificamente seu.” Enquanto passei o ano testando recursos e m´todos, e desenvolvendo como eu aprendo melhor.

No início, eu só planejei aprender só uma língua de cada vez por ano. Depois percebi que meus interesses sempre continuam mudando e meu nível de motivação tende a variar ao longo do tempo. Por exemplo, assim que eu cheguei a um nível intermediário de francês, percebi quanto sinto falta dos estágios iniciais da aprendizagem da gramática, pronúncia e cultura, etc. Para não mencionar as melhorias iniciais e como rapidamente eles vêm. Depois de seis meses da aprendizagem de francês fiquei um pouco impaciente e comecei aprender português usando o Duolingo mas só fazendo o mínimo.

Neste ano, 2016, comecei a focar principalmente na aprendizagem de português para falar fluentemente, e focar menos em francês, enquanto quero também aprender os básicos do sueco. Agora que estou aprendendo várias línguas ao mesmo tempo, cada uma delas num estágio diferente, a diversão realmente começou. Então meu plano para aprender várias línguas simultaneamente inclui três fases que comparo a andar de bicicleta.

images (15)

Fase 1. “A Primeira Passagem”:

Aprender a andar de bicicleta. Esta fase é a primeira exposição à língua que você quer aprender fluentemente no futuro. É também uma boa oportunidade de ter um primeiro gostinho desta língua e decidir se é algo que você deseja mesmo continuar a longo prazo. Nesta fase o meu objetivo é melhorar a língua a um nível de iniciante avançado. Eu uso os Apps simples como o Duolingo ou o Memrise para obter um exposição superficial ao básico da língua. Eles me proporcionam familiaridade com as 2000 palavras mais comuns, assim como a sua gramática e pronúncia mais básicas, etc. Isto ocupa por volta de 10% do meu tempo total de aprendizagem de línguas.

download (1)

Fase 2. “O Foco Principal”:

Escalar a montanha. Esta fase exige um esforço mais intensivo com o objetivo de melhorar uma língua do nível iniciante ao nível avançado básico, isto é a fluência básica. Pessoalmente, enquanto não puder aprender a língua em um ambiente de imersão completa, isto é aprender francês na França, passar 6-12 meses me focando numa língua nesta fase até penso ter atingido o nível de fluência básica. Obviamente depende muito da língua, e outros fatores na vida. Nesta fase eu me foco na aprendizagem da gramática básica, na aquisição de vocabulário e falando a língua. Uso os numerosos recursos como os livros de gramática e de exercícios, os podcasts, os programas SRS (por exemplo Anki), assim como falar com a maior frequência possível com os falantes nativos no Skype ou pessoalmente. Esta fase ocupa 70-80% do meu tempo total de aprendizagem de línguas.

images (18)

Fase 3. “Manutenção+”.

Andar de bicicleta em ladeira, mas pode ser perigoso. Nesta fase o objetivo é manter o nível para o qual progredi: de intermediário para avançado. O ideal é manter o ritmo para melhorar a minha proficiência de forma progressiva. Penso que neste estágio se exige menos foco. Em seu lugar aprenderia a usar o idioma: ouvindo, falando, lendo e escrevendo. Neste fase não passo muito tempo preocupado com a gramática ou em adquirir novas palavras do vocabulário se comparado com a Fase 2.

iterationa

A imagem acima mostra como nós podemos conceituar uma forma de mover-se através destas três fases. Uma iteração inclui 6-12 meses focando numa única língua depois que se move da Fase 1 à Fase 2. Quando estiver pronto para mover-se para Fase 3 e uma nova língua é adicionada à Fase 1, a próxima iteração começa. Iteração 1 na imagem acima representa onde as minhas línguas estão atualmente, com sueco na Fase 1: ‘A Primeira Passagem’, português do Brasil na Fase 2: ‘O Foco Principal’, e francês na Fase 3: ‘Manutenção+’. Finalmente, o objetivo é mover todas as minhas línguas para a Fase 3, onde posso melhorar devagar as suas proficiências, ou pelo menos mantê-las.

Então, este é o ponto. Este é o meu plano: aprender várias línguas simultaneamente. É uma meta que eu, definitivamente, espero que possa melhorar. Com isso, usando este método, ganho mais experiência. Vou escrever, em três etapas, detalhando as características do que eu faço para progredir no aprendizado.

Boa sorte,

Pete.

Advertisements

Author: Pete Smissen

I'm a PhD student with an ever developing passion for learning foreign languages. I started this blog to flesh out and share my thoughts and ideas on how to go about learning foreign languages to fluency. I am more interested in concept based approaches that each individual can tailor to their own personal living situation, interests, attention span, etc.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s